]]>
E-mail
Senha
Manter conectado
Conteúdo de primeira
A chave do sucesso do blog Semióticas
Por Tiago Bosco em 21/12/2013
Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

Na comunicação digital não adianta um projeto possuir uma tecnologia avançada e um design inovador se o conteúdo não for bem desenvolvido. Vencedor no quesito "Conteúdo" ma categoria "Blogs", o Semióticas aposta justamente nisto ? nas temáticas abordadas em seus textos.



A Wide conversou com o professor José Antônio Orlando, idealizador do "Semióticas", que aborda temas culturais. Ele fala sobre o premiado projeto e comenta sobre os paradigmas atuais do jornalismo. Confira.



WIDE O "Semióticas" conquistou o prêmio de melhor blog do ano no concurso Peixe Grande 2013 no quesito "Conteúdo". Como surgiu a ideia de criar este blog? E por que o nome "Semióticas"?
JOSÉ ANTÔNIO ORLANDO
O nome do blog, "Semióticas", é uma referência à minha experiência como jornalista, pesquisador e professor universitário nas disciplinas Semiótica e Teoria da Comunicação em diversos cursos, principalmente em Jornalismo, Publicidade, Letras e Design. A ideia de criar o blog surgiu em 2011 por solicitação de alguns alunos, que queriam ter acesso às reportagens, às entrevistas e aos artigos que publiquei ? e publico ? em jornais e revistas. No início, o blog teve a função de arquivar os textos de minha autoria que estavam publicados em outros veículos de imprensa. Mas como o volume de acessos cresceu muito, desde os primeiros posts, passei a investir na produção de material inédito com conteúdo específico para a publicação no blog Semióticas.


WIDE Falando em conteúdo, quais são os assuntos mais abordados no blog?
JOSÉ ANTÔNIO ORLANDO
Os assuntos são variados, porque é possível reconhecer como questões de Semiótica, ou sistemas sígnicos, conteúdos relacionados aos mais diversos domínios da linguagem e da comunicação. Se fôssemos enumerar os assuntos mais abordados em mais de uma centena de páginas do blog, a lista teria em destaque questões relacionadas às artes visuais, música, fotografia, cinema, literatura, história, ciência, tecnologia, publicidade, jornalismo, design, arquitetura, ecologia, política etc.


WIDE Em sua opinião, como ficam os blogs com a popularidade das redes sociais?
JOSÉ ORLANDO ANTÔNIO
Os blogs fornecem a grande maioria do conteúdo que atualmente é compartilhado e publicado nas redes sociais, no Brasil e também em outros países. O que percebo é que os veículos da imprensa tradicional, por motivos diversos, não acompanharam a evolução do mercado da internet e cada vez perdem mais espaço para os blogs independentes. As redes sociais têm representado esta dupla função - são vitrines para os blogs e também espaço para a crítica e o questionamento do que é publicado na imprensa tradicional que, com raríssimas exceções, está em franca decadência, com perdas crescentes de audiência, recordes de encalhes de tiragens inteiras, no caso dos impressos, e queda permanente no número de assinantes.


WIDE O que você considera ter sido fundamental para a conquista deste reconhecimento?
JOSÉ ANTÔNIO ORLANDO
Sou jornalista profissional e desde o primeiro momento tentei fazer do blog Semióticas um espaço sério, ético, com muito cuidado para checar todas as informações, buscando as fontes originais e pesquisando sobre cada conteúdo. A prática do jornalismo no Brasil parece estar cada vez mais perdendo credibilidade porque se mostram comprometidos com a defesa de interesses políticos e corporativos, setorizados, distantes da responsabilidade social do jornalismo. Acredito no diagnóstico que ouvi há pouco tempo do veterano jornalista Hamilton Robeiro, publicado no blog Semióticas em uma página dedicada à extinta revista "Realidade". Ele diz que, em matéria de jornalismo, e não só de jornalismo, o Brasil de hoje em dia está acostumado com coisa ruim, que estamos vivendo talvez uma das épocas mais medíocres desse país. Assim, quando surge, no jornalismo, uma coisa boa, provoca surpresa e se destaca. Palavras do jornalista veterano - "se está acostumado com o que é ruim, na hora que surge o bom o povo reconhece e vai correndo".

Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

Comentário(s)