]]>
E-mail
Senha
Manter conectado
Carrinho abandonado: o que é, como evitar e reverter
5 dicas para converter desistências em vendas
Por Tiago Bosco em 26/11/2017
Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!


Colaborou com essa reportagem: AbraHosting (Associação Brasileira de Empresas de Infraestrutura de Hospedagem na Internet) - http://abrahosting.org.br e Hostnet (Colaborou com essa reportagem: AbraHosting (Associação Brasileira de Empresas de Infraestrutura de Hospedagem na Internet) - http://abrahosting.org.br e UOL Host (www.uolhost.com.br)

Se você tem uma loja virtual e costuma analisar periodicamente os relatórios de tráfego do seu e-commerce, provavelmente já deparou com a seguinte situação: o consumidor chega ao seu site, vai até a página de um produto, coloca o item no carrinho de compras e quando chega no momento de finalizar... Ele desiste! Deixa o site sem chegar a concluir a compra.

Essa atitude do consumidor, de deixar um produto no carrinho sem terminar o pedido, é chamada de carrinho abandonado, e naturalmente é um pesadelo para boa parte dos lojistas. E eles têm um bom motivo para se sentir assim

De acordo com uma pesquisa realizada pelo VWO, as taxas de abandono de carrinhos podem variar de 60% até 80%, números que assustam e preocupam os empreendedores. Pior, o mesmo estudo revela, ainda, que 72% dos carrinhos estão, irrevogavelmente, perdidos, sem chances de conversão.
Mas existem maneiras de diminuir os riscos de alguém abandonar o carrinho e até mesmo de reverter algumas desistências em conversões. Na sequência vamos te mostrar estratégias para fazer isso.

#1 Abra espaço para comentários sobre os produtos
O VWO entrevistou pessoas que compram em lojas virtuais e descobriu que 30% delas confiariam mais em uma marca, e se sentiriam mais seguras em finalizar a compra se as páginas de produtos tivessem reviews de outros compradores.
Isso significa que abrir um espaço para avaliações e convidar pessoas que já compraram com você para opinar sobre seus pedidos pode ajudar outras pessoas a tomar a decisão de finalizar o pedido.
Uma mudança simples, mas que pode fazer total diferença na sua taxa de conversão.


#2 Calcular o frete na página do produto
Em muitas lojas virtuais, o consumidor só fica sabendo o custo do envio quando já colocou o produto no carrinho, e essa é uma das principais causas de desistência da compra.

Segundo o VWO, 45% dos consumidores colocam produtos no carrinho só para ver qual o custo do frete, muitas vezes sem a real intenção de comprar naquele momento. E 25% dos desistentes afirmam que um custo alto de entrega foi o motivo pelo qual deixaram de comprar.

Para evitar essa situação, permita que o consumidor calcule o preço do frete ainda na página de produto, sem que ele tenha de colocar a mercadoria no carrinho para descobrir quanto vai pagar pelo envio.
Isso, naturalmente, vai diminuir o número de pessoas que colocam produtos nos carrinhos, mas quem chegar a essa etapa já vai estar sabendo o preço do frete e estará mais preparado para fechar a compra.


#3 Envie lembretes e avisos de promoções
O consumidor moderno já entendeu como funciona o sistema de retargeting de uma loja virtual. E ele sabe que, se colocar um produto no carrinho, provavelmente vai receber um e-mail convidando-o para terminar a compra e até um desconto para dar aquele empurrãozinho. E, por incrível que pareça, muitos consumidores abandonam o carrinho justamente por isso!

10% das pessoas que responderam à pesquisa do VWO disseram que abandonam produtos no carrinho de compras com a intenção de receber notificações quando aquele artigo estiver com desconto! E, ainda, 58% afirmaram que comprariam um produto abandonado se recebessem um e-mail ou vissem um anúncio que dissesse que haveria uma promoção.

Se você ainda não tem um bom sistema de e-mail marketing, está na hora de investir nisso! Talvez os clientes que abandonam seus carrinhos estejam esperando receber um lembrete ou um desconto para fechar o pedido.
É claro que você não precisa dar desconto sempre que alguém deixar o carrinho, mas, com um bom sistema de retargeting, pode notificar o consumidor quando o produto que ele queria estiver em promoção e, assim, aumentar suas chances de converter.


#4 Ofereça mais de uma opção de pagamento
Cerca de 25% dos compradores deixaram de comprar porque não conseguiram realizar uma transação bancária na hora de pagar, seja por um problema no sistema do banco ou mesmo por ter um cartão de crédito recusado.

O ideal para contornar essa situação é oferecer várias opções de pagamento. Assim, se ele não conseguir fechar a compra com uma bandeira de cartão de crédito, pode tentar outro cartão, fazer uma transferência bancária ou ainda pagar com boleto.
O importante é não deixar esse consumidor, que já estava determinado a pagar, desistir por um problema no pagamento.


#5 Peça só as informações necessárias

Algumas vezes, o processo de finalização é tão chato e penoso que as pessoas acabam deixando para fazer a compra em outro momento ou até mesmo desistindo de vez. Prova disso é que 59% dos consumidores admitiram que já deixaram de fazer um pedido porque não se sentiam confortáveis em compartilhar algumas informações.

A dica, nesse caso, é fazer um checkout o mais simples e rápido possível, e solicitar apenas as informações essenciais para gerar a nota fiscal e enviar o produto.

Se possível, crie um processo em etapas, com formulários curtos e de forma que o consumidor possa entender que está avançando em direção à finalização. Muitas vezes, colocar um formulário longo na página, por mais que as informações sejam simples de preencher, pode assustar o cliente.
Você pode, por exemplo, colocar como primeira etapa o cadastro de nome completo, senha e login de um novo cliente. Na segunda tela, pedir números de documentos como RG e CPF, e na terceira tela os detalhes do endereço. Pronto!

Seguindo essas dicas você tem muito mais chances de evitar que os visitantes abandonem os carrinhos e consegue até reverter uma desistência em conversão!

Fonte: Academia UOL Host (http://uolhost.uol.com.br/academia)

Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

Comentário(s)